Minhas Páginas ;

domingo, 25 de março de 2012

"Rola Um Flash Back" 12

- Não, você vai ter a noite inteira pra isso. Só me obedece.
-E o Rapha?
-Ele não vai atrapahar a noite de amor dos pais dele.-Sorriu
Assenti, fechei os olhos. Ele passou a mão por meu rosto desceu as mãos por meu
colo até pegar um dos meus seios na mão, os apertou massageou com cuidado devagar,
subiu a mesma mão por meu colo, pescoço, enfiou os dedos pelos cabelos da nuca, e puxou,
ofeguei, ele beijou minha garganta, mordeu meu pescoço, senti seus dedos sondando a abertura de
minha parte intima e logo pressinarem meu clitóris que estava hiper sensivel e pulsando. Me remexi em
seu colo e ele começou a roçar a ponta dos dedos em meu ponto sensivel com movimentos lerdos e circulares.
-Tá gostando? - Sussurrou em meu ouvido. Assenti. Ele penetrou um dedo pra me provocar, e começou a roçar
ele em minhas paredes vaginais me pondo a mil.
-Mais um Arthur. -Ofegando. Ele penetrou o segundo dedo e ficou quieto,
rebolei impaciênte, ele riu, e começou a move-los com vagar, só pra me irritar,
cravei as unhas em seu ombro.
- Vai Arthur.- Choraminguei. E rebolei. Ele mordeu meu pescoço em um ponto que me
deixou ainda mais louca.
-Vai.-Arranhei ele de novo. Que gemeu baixo em meu ouvido. Gemi baixinho e manhosa em
seu ouvido, ele riu e continuou naquela masturbação lenta. Ofeguei, mordi sua orelha, seu pescoço,
e voltei a orelha.
-Vai. Está esperando o que, pra me foder? - Ele grunhiu, e começou a "meter" os dedos com força,
gemi em aprovação, e comecei a rebolar com força.
-Isso.-Gemi.- Me faz gozar Arthur. -Ele gemeu, ele não parou quando eu comecei a sentir os espasmos do
orgasmo, segurei a mão dele pra que não parasse. Mas o filho da mãe parou.
-Arthur... -Fiz manha. Ele me beijou, com tesão, me afastei dele, que passou a mão por meu rosto, sorri,
ele mordeu meu lábio passei as mãos por seu peito e desci por seu abdômem, , cheguei o rosto perto do dele e sussurrei.
- Eu Te amo mais é minha vez.- Ele gemeu, sorri, e beijei seus lábios devagar, beijei a bochecha,
mordi o queixo, pescoço, ombro o fiz deitar na cama beijei seu peito, passei a lingua por seus mamilos
e os chupei ele riu e ofegou sorri, desci mordendo e beijando cada cantinho, desci a mordi seu membro
e a desci, ele gemeu, passei a lingua pela glande e a coloquei na boca e chupei, ele grunhiu, peguei seu
membro e o apertei devagar e comecei a masturba-lo devagar. Minha mão não se fechava ao redor dele,
pois era grosso, ele era enorme. Lambi sua glande.
-Chupa Lua . -O chupei com força, ele gemeu.
-Coloca na boca. -O deslizei entre meus labios e chupei ele ofegou, comecei a mover a cabeça em vai e vem
brincando com a língua em seu membro. Ele gemeu e agarrou meus cabelos, ofeguei, ele começou a foder na
minha boca, enquanto chupava e brincava com a língua em sua glande.
-Chupa com força. -Grunhiu as palavras. O chupei com força. E o tirei da boca devagar, chupei a glande, e a
mordisquei, ele puxou meus cabelos tirei sua glande da boca, passei a lingua por ela, e olhei pra ele que estava
com os olhos presos em mim, a coloquei na boca de novo sem deixar de olha-lo.
Chupei com força e o deslizei para o interior de minha boca, e o tirei e repeti os
movimentos sem deixar de mira-lo que também me olhava com uma mescla de adimiração
e desejo. Só parei quando ele disse ofegando.
-Lua para eu vou acabar gozando. -O tirei da boca.
-você não quer gozar?
-quero mais já já. - fiquei de joelhos, limpei a boca com a palma da mão.
-Vem. Chega de me enlouquecer. -Me puxou para o seu colo sentei sobre seu membro
de uma vez e com força. Ele gemeu e me jogou na cama, me beijou e começou a se mover
num ritmo lento, controlado. Ele estava se controlando tanto que as vezes seu rosto se contraia,
acabei rindo quando ele fez uma carinha sexy, ele me olhou e sussurrou.
-Eu tô me esforçando ao maximo pra não te foder, mais você fazendo assim, eu não consigo.-
Arranhei suas costas e gemi manhosa e baixinho em seu ouvido. Ele apertou minha coxa com força
e continuou indo devagar, estocou com força pra me provocar.
-É assim que você quer? - Sussurrou. Em resposta gemi e rebolei e o ultimo resquicio de controle dele
foi por água a baixo, ele gemeu, e separou minhas pernas, e começou a foder sem dó, ofeguei e me abri
mais pra ele, que mordeu o lábio e apoiou as mãos na cama e diminuiu o ritmo, rebolei contra ele, e sussurrei.
-Me fode, vai. -Ele gemeu e voltou a estocar com força, arranhei suas costas e cravei as unhas em seus quadris,
ele foi com mais força, e eu dilatei um pouco.
-Isso gatinha se abre pra mim.- Ofeguei e rebolei com mais foça, e me contrai o
apertando dentro de mim, ele grunhiu ofeguei me arqueei e pouco depois gozei ele
gemeu e gozou comigo, se deixou cair sobre mim, ofegante e soado. Passei os dedos
por seus cabelos, ele me olhou.
-E então?
-O quê?
-Foi diferente?
-Foi. E pra você?
-Foi maravilhoso. Você é maravilhosa. -Me beijou. Ele saiu de cima de mim e deitou na cama.
Me sentei, também não respondir não sei o que estava acontecendo com agente.
-Que horas são? -Ele olhou no relógio.
-Quase meia noite.
-Nossa, eu acho melhor irmos dormi.- disse me levantando.

5 comentários:

  1. posta ++++++++++++++++++++
    to muito curiosa
    ta muito boa

    ResponderExcluir
  2. POSTA MAIS TO CURIOSA
    QUERO QUE ELES FIQUEM JUNTOS

    ResponderExcluir
  3. bota uma letra mais visivel , e sua web é muito boa

    ResponderExcluir